Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

livrosquesãoamigos

livrosquesãoamigos

“As estantes são ruas. Os livros são casas onde podemos entrar ou que podemos imaginar a partir de fora. Há livros que visitámos e há livros onde vivemos durante certas idades, conhecemos cada uma das suas divisões, trancámo-nos por dentro. Fomos jovens durante tantos capítulos mas, de repente, um dia, apercebemo-nos de que restavam cada vez menos páginas entre o polegar e o indicador.” José Luís Peixoto, in 𝘙𝘦𝘨𝘳𝘦𝘴𝘴𝘰 𝘢 𝘊𝘢𝘴𝘢 Arte (...)
Isabel Allende  -  n. 1942 Esta autora deixa-nos sempre com muita curiosidade sobre o próximo livro, poderá ser sobre qualquer coisa, surpreende-nos sempre. Peguei em "Mulheres da minha alma" por que sim. Estava cansada e peguei nele só para ler a sinopse e porque sim...comecei a ler e em três intervalos, durante o fim de semana, li o livro. Aqui temos Isabel Allende desnudada de preconceitos, de ideias preconcebidas, a mostrar-nos os seus pensamentos, ideias e opiniões sem tabus (...)
12 Jul, 2021

Insubmissos

Mais um bom livro de Richard Zimler  - Na contracapa; Publicado originalmente em 1996, e inédito até agora em Portugal,  Insubmissos é um romance vivido e intimista que ousa dar luz a temas que ainda persistem  nas sombras.  - Na minha opinião: Um livro duro, cheio de emoções, de contradições, de doçura, de raivas contidas, de amor e de dúvidas. Aliás, como a própria vida.  - Lá dentro: Fui para o meu quarto e tentei soltar as ligaduras que me cingiam o peito com dois (...)
Rosie Thomas   -  n. 1947 Fui à estante à procura de mais uma escritora para vos apresentar, e decidi-me por Rosie Thomas, jornalista britanica e romancista. Uma belíssima contadora de histórias. Desde uma viagem à Antártida, ao encontro de uma neta e uma avó no Cairo, a uma nova vida na Grécia depois de um cataclismo, ou a uma escalada nos Himalaias, as suas histórias são variadas e levam-nos a viajar pelo mundo inteiro.  É dos tais livros que não se encontram nas montras (...)
Este é um livro que nos conta um crime que mudou a história da investigação, da literatura e de uma época. É um crime que realmente ocorreu em 1860, e que aparentemente ficou resolvido, não fosse a dúvida ficar instalada nos leitores, assim como ficou no público na época. Há o assassínio de uma criança e as suspeitas sobre uma família disfuncional que levantaram muitas dúvidas sobre o verdadeiro culpado.  A autora disseca a história das investigações e dos escritores (...)
" Na minha rua todos os dias se passam histórias fantásticas. Podem vocês achar que exagero, que não será bem assim, que todas as ruas são iguais e os dias iguais em todas as ruas... Pois aí é que vocês se enganam e eu vos direi porquê... Para caçar uma história na minha rua, como na rua do lado e em outra ou outras ruas, não é preciso dar muitos passos nem ficar muito tempo à janela... É preciso, isso sim, estar à coca, cheio até aos olhos de atenção... Às duas por (...)
07 Jun, 2021

A leitura é...

A leitura é uma mansão com múltiplas janelas. Quem é curioso e se atreve a assomar-se a todas elas para observar com calma, conseguirá uma aprendizagem para a vida que não deixa marcas de dor, mas sim marcas de conhecimento. VALERIA SABATER (Espanha, Psicóloga e Escritora) Pintura: Rob Gonsalves (Canadá, 1959- )
Maeve Binchy    28 de Maio 1940 -  30 Julho 2012   Escritora irlandesa que nos seus livros teve como protagonistas a amizade e a natureza humana, utilizando quase sempre os pequenos povoados irlandeses como fundo. Li estes livros há muitos anos, e ficaram para sempre no meu coração, mesmo não me lembrando das histórias com pormenor, fiquei com a essência e sei que me tocaram e que li com muito prazer. Não são livros que se encontrem nas montras das livrarias, tanto estes como (...)
Dando seguimento à rubrica que iniciei a semana passada, vou falar de mais uma escritora das que tenho em casa a fazer-me companhia. Mais uma das escritoras que nos dão leituras com bons enredos e boas personagens, dão-nos histórias que nos distraem q.b. mas, deixam-nos com sede de mais alguma coisa. Como já disse da Sveva Casati Modignani, são os livros que me acompanham em alturas em que a concentração está em mínimos, e só preciso de algum aconchego. Santa Montefiore (...)