Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

livrosquesãoamigos

livrosquesãoamigos

20190430_101405.jpg

 

O que li :

 “Os cinco herdeiros” de Elizabeth Adler . Comprei-o por engano, pensava que era de outra Elizabeth. Normalmente os livros grandes (600pg) costumam ser bons, porque o conteúdo é mais desenvolvido, e juntando vários temas fazem um bom enredo. Pois…não é mau, mas falta-lhe interesse, aquele que nos faz querer ler mais. A história de base é boa, de fins do século XIX, mas o desenvolvimento actual fica um pouco curto. Mas pronto, o livro já andava ali à rola, e despachei-o. Curiosamente, os livros que eu sei que são bons, deixo para depois porque sei que são seguros, e se tenho dúvidas sobre algum tento despachá-lo para não empatar.

Entretanto li os contos de Daphne du Maurier, entre eles, Os pássaros, que deu origem ao filme de Hitchcock. São contos macabros, como a própria autora os denomina, mas bons

E hoje acabei “ Três homens num bote” de J. K. Jerome. É pequeno, pequenissímo, e eu estava à espera de mais. Valeu-lhe os relatos hilariantes dos sucessos que vão ocorrendo na altura e outros que eles vão relembrando de situações passadas. Isso e as descrições das pequenas aldeias e sítios por onde vão passando ao longo do percurso pelo Tamisa.

O que vi:

Um filme português “Alice” e é contraditório. Fico pregada ao ecrã, vejo o filme até ao fim ( o que deve de querer dizer que estou a gostar) mas depois digo “ que raio de filme”. É baseado nos sentimentos e nas reacções de um pai depois da filha de 5 anos ter desaparecido. É daqueles filmes em que quase não se passa nada, em que se ouve a respiração das personagens, o que faz com que nos foquemos na desolação e no desespero da situação, ao mesmo tempo, não sabemos os pormenores do desaparecimento, e ficamos irritados ao não ver o que seria normal, ou seja, família, amigos ou vizinhos envolvidos.

Apanhei no HBO,os episódios da”Amiga genial” de Helena Ferrante. Estando farta de ouvir falar disso aqui, fui toda lambona ver. Gostei, mas percebi que é só o 1º volume que estava lá, ou seja, lá vou ter que tentar comprar os livros.

Este fim de semana, passou na Tv o filme “Um dia de mãe”, vi-o ontem e é o filme que nos alegra a alma e nos distrai das vicissitudes desta vida. Também vi já no fim “Kramer contra Kramer”, se alguém ainda não viu, faça favor, é a receita para chorar baba e ranho e lavar a alma. Bom, já chega, granda seca!

427419.jpg

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.