Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

livrosquesãoamigos

livrosquesãoamigos

20210419_095831.jpg

Vamos falar de autoras. 

Por vezes este tipo de livros são conotados com histórias de amor, histórias para senhoras. Não sei se só serão lidas por senhoras, mas eu já tive os meus anos em que só lia romances de amor. O tempo passa e fui descobrindo e necessitando de diversas leituras, estas ficaram um pouquinho de lado, mas continuo a lê-las. São as leituras dos intervalos, são as leituras que me aliviam quando estou cansada ou quando as preocupações batem à porta e a cabeça não se concentra em grandes informações.

São como filmes que nos distraem, com enredos cheios de acontecimentos que nos conseguem abstrair o cérebro de outras inquietações.

Sveva Casati Modignani tem o poder de nos enredar em vidas elaboradas e leva-nos a torcer pelos personagens que vagueiam pelos livros à espera que tudo corra bem e que tenham um final feliz.

Não considero estas leituras muito delicodoces, mas também não têm o factor UAU que fazem com que um livro não nos saia da cabeça.

"O diabo e a gemada" é o primeiro livro autobiográfico em que a autora revela detalhes da sua infância. Se tivermos em conta que aconteceu no período da 2º Guerra Mundial, temos com certeza um bom testemunho da época.

O que diz a contracapa ;

Com uma descrição cuidada e rigorosa de pessoas, sabores e costumes, Sveva Casati Modignani devolve-nos um mundo, não tão longínquo, mas do qual estamos a perder memória. 

21 comentários

Comentar post

Pág. 1/2