Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

livrosquesãoamigos

livrosquesãoamigos

20200319_110718.jpg

Esta é uma das estantes cá de casa.  

O antes e o depois desta confusão toda.

- Antes;  Quando me reformar vou ler os livros que tenho aqui à minha espera. Ou, ai! se eu pudesse ficar em casa a ler descansadinha.

- Depois;  

Raios, não consigo concentrar-me. 

Estava a ler um livro "Charlotte Gray" de Sebastian Faulks, que tive que largar a meio. É um livro lento, morno, e o que eu preciso agora é de livros com movimento, activos, que me prendam. Continuarei com ele mais tarde, digamos que o lerei em tempos mais normais. Entretanto escolhi "Quando Lisboa Tremeu" de Domingos Amaral, pelo menos mais acção tem. Lisboa no dia 1 de Novembro de 1755. E lá andei ao trambolhões no meio de catastróficas cenas de horror, ( parece que era disso que estava a precisar ) Demorei uma semana a lê-lo, a concentração fugia como do diabo, repetia vezes sem conta o mesmo parágrafo. mas, mal seria se não chegasse ao fim do tacho. Agora tenho "Mr. Pip" de Lloyd Jones, é pequeno, para ver se não me enervo(mais do que já estou).

Nunca sabemos o que desejar, ou como apreciar o que temos, este é o exemplo disso. Querias tempo em casa para leres? Já o tens!

"Enterrar os mortos, tratar dos vivos, e fechar os portos" frase dita por Sebastião José de Carvalho e Melo em 1755. Nunca melhor dizendo!

22 comentários

Comentar post

Pág. 1/2