Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

livrosquesãoamigos

livrosquesãoamigos

27 Jul, 2020

Mais livros

20200723_105704.jpg

Li estes 4 livros e como boa amiga que sou, vou dar-vos informações preciosíssimas  sobre eles.

 

- A última viajem do Valentina  -  Santa Montefiore

Gosto dos livros desta autora, não são melosos, mas leves quanto baste para me distrair, quando a cabeça está cheia e a precisar de entrar num recreio qualquer, num intervalo tão necessário às preocupações diárias. Neste caso foi uma viajem até Incantellaria na Costa de Amalfi. Uma viajem a Itália nunca se recusa, e esta não desiludiu. Tem história e uns amassos amorosos com certeza, não fosso um livro "feminino"

Para Alba, foi amor à 1º vista. A terra assimilou-a e encheu-lhe a alma. A própria forma da linha da costa era tão harmoniosa como a curva de um violoncelo. As casa brancas reluziam sob a luz ofuscante e as suas varandas em ferro forjado estavam cheias de gerânios vermelhos e rosa. A cúpula da capela erguia-se sobre os telhados cinzentos, onde as pombas pousavam para ver a azáfama dos pescadores.

 

  - Marina -  Carlos Ruiz Zafón

Faltava-me ler este. E com a morte do autor fiz por adquiri-lo. A escrita deste homem era maravilhosa, só pela maneira de se expressar, já vale a pena lê-lo, ao que se juntar-mos a criatividade dos enredos, temos um livro que ficará para sempre na memória.

Quinze anos mais tarde, a memória daquele dia voltou até mim. Vi aquele rapaz a vaguear por entre as brumas da estação de Francia e o nome de Marina tornou-se de novo incandescente como uma ferida fresca. 

Todos temos um segredo fechado à chave nas águas furtadas da alma. Este é o meu.

 

  - Uma morte súbita -  J.K. Rowling

Não li Harry Potter. Os livros estão cá em casa, os meus filhos leram-os, mas eu contentei-me com os filmes que fui quase obrigada a ver. Ao encontrar este livro no meu alfarrabista, não resisti e decidi ver o que a autora tinha para contar aos adultos.

Um livro que começa devagar, agradavelmente, pensamos nós que sem o ímpeto necessário para não se querer largar, mas quando damos por isso, já estamos a viver nesta pequena cidade perto de Londres, e já estamos embrenhados nas politiquices, quezílias e dia a dia dos habitantes. Acabamos a sofrer com eles, a torcer por eles e a gostar de cada personagem, não interessando o grau de beatificação ou de inteligência de cada um.

Pagford é uma ídilica cidade inglesa, com uma praça de calçada e uma antiga abadia. No entanto, este belo cenário não passa de uma aparência que esconde uma cidade em guerra. Os ricos em guerra com os pobres, os adolescentes em guerra com os pais, as mulheres em guerra com os maridos, os professores em guerra com os alunos...

 

   -   História de uma Gaivota e do Gato que a ensinou a voar  -  Luis Sepúlveda 

E por último este pequenino livrinho, não por isso menos importante, fábula maior, de um escritor maior. Infelizmente, mais um grande que perdemos este ano, só nesta publicação falo de dois, o que é muito triste. Tenho a certeza que muitos já conhecem, eu só tive esse prazer agora, e creio não valer a pena falar da beleza que encerra este pequeno volume, já devem de calcular.

    - Vais voar, Ditosa. Respira. Sente a chuva. É água. Na tua vida terás muitos motivos para ser feliz, um deles chama-se água, outro chama-se vento, outro chama-se sol e chega sempre como recompensa depois da chuva. Abre as asas - miou Zorbas.

 

Não precisam de agradecer.  Leituras felizes. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.